10 tipos de sardões e as melhores posições sexuais para cada um!

10 tipos de sardões e as melhores posições sexuais para cada um!

Ainda está para nascer um assunto mais polémico do que o pénis – mais ainda que mamilos! É comum questionarmos se tamanho é documento ou não, mas há outra discussão que não podemos ignorar: os diversos tipos de pénis.

Os homens podem não saber de tantas variações, mas as mulheres vêem e comentam umas com as outras acerca disso. É o grande, o fino, o torto, o cabeçudo…E o que importa, também neste caso, é saber usá-lo.

Assim, a especialista em sexualidade Cátia Damasceno descreveu os 10 tipos de pénis e indica as melhores posições sexuais para aproveitar o máximo de cada um deles. Dicas preciosas para facilitar a vida na hora do sexo ou até mesmo para evitar desconforto na companheira!

1. Pénis Bastão

Este pénis é o considerado grande. Há dois tipos de situações para este pénis: ou a mulher sente muito prazer ou muita dor. Homens com este tipo de sardão mostram-se autoconfiantes devido ao tamanho que ostentam mas também enfrentam situações constrangedoras quando têm uma erecção inesperada em público ou mesmo durante a relação sexual.

Duas posições que podem facilitar o ato sexual é fazê-lo de lado ou o clássico missionário.

2. Pénis Boomerang

É aquele pénis que faz uma curva para à direita ou para à esquerda. Para não gerar dúvidas, lembra-te que o homem nasceu com este malaquias e sabe o melhor jeito de satisfazer a companheira!

Segundo a especialista, quando a curvatura é voltada para cima é mais fácil de atingir o ponto G. Se for para baixo, a posição de 4 pode ser muito interessante também!

3. Pénis Encapuzado

O pénis que tem um excesso de pele, o tipo de malaquias que não foi circuncidado. Uma posição indicada é com a mulher por cima, de frente para o homem. Enquanto isso, ele pode massajar o clitóris!

4. Pénis Beringela

É o tipo de sardómetro que tem uma base fina e a ponta, chamada glande, bem grossa. A principal questão sobre o pénis beringela deve-se ao sexo oral. A diferenciação de tamanho ao longo do pénis exige habilidade para uma performance sem incidentes que prejudicam o parceiro, como mordidas indesejáveis.

5. Pénis Cenoura

É o oposto do beringela, ou seja, tem uma ponta fina e uma base grossa. A relação sexual com um homem de pénis cenoura pode ser bem interessante para algumas mulheres, já que a penetração torna-se mais intensa quando o parceiro introduz toda a extensão do seu mastro na vagina. Neste caso, todas as posições são indicadas. Bem bom, não?

6. Pénis Grand Canyon

É o tipo de pénis que tem muitas veias à mostra, ou seja tem a pele mais fina e mais rugosidade. É outro tipo que pode abusar de qualquer posição sexual!

7. Pénis Cogumelo

Este tem menos de 12 centímetros e a cabeça grande, lembrando, de facto, um cogumelo. A maioria dos homens possui uma sensibilidade muito grande logo abaixo dessa glande.

Uma dica para as mulheres é estimular essa área durante o sexo oral. Outra dica é a posição em que a mulher coloca as pernas estendidas sobre o tórax do parceiro, que fica de joelhos: deixa a penetração mais profunda!

8. Pénis Ovo de Páscoa

Este tipo de pénis é mais encontrado em homens com uns quilos a mais, pois fica escondido no meio do excesso de gordura. Geralmente, a penetração por trás é a que dá mais satisfação ao casal.

9. Pénis Baguete

É um sardão fino e longo. Homens com este perfil devem contar sempre com uma dose extra de lubrificação para evitar lesões durante a queca. A vantagem é a flexibilidade vaginal da mulher, que pode aumentar de largura e profundidade, garantindo uma boa aceitação deste formato de pénis!

A posição ideal é a espreguiçadeira, em que a mulher fica em cima do homem, com os pés bem firmes e assim consegue subir, descer e rebolar durante o ato.

10. Pénis Indeciso

É o pénis com a curvatura iniciada para um dos lados, mas que termina para o outro. É também chamado de parafuso ou “S”. Assim como os nascidos com o pénis boomerang, os homens dotados deste tipo de pénis desenvolveram ao longo do tempo uma habilidade peculiar para guiar a sua ferramenta.

O casal deve investir em posições na qual o homem se favoreça da curvatura de modo a tocar no ponto G da companheira, como por exemplo ficar deitado de costas com uma das pernas dobradas e a mulher a sentar-se. Dessa forma, quando o pénis estiver dentro da mulher ela deve movimentar o corpo inclinado para a frente, fazendo que o clitóris toque na coxa do homem! Há que usar a imaginação.

FONTE: Testosterona